Seja um Ativista Seja um Associado Faça uma Doação Lojinha Adote Sobre a PEA

 

Página Inicial

Animais
Eventos
Meio Ambiente
PEA

 

Ajude a PEA

 

Ajude a combater os maus tratos e o abandono de animais. Seu apoio é muito importante.

Faça a Diferença

Clique Aqui

Você também pode ajudar

efetuando sua contribuição nos bancos abaixo

 

Banco Itaú

 Agência: 1574

Conta Corrente: 22004-0

 

Bradesco

  Agência: 0665-3

Conta Corrente: 127.526-7

 

CNPJ: 05.872.606/0001-30

 
Acesse, Copie, Divulgue

 

 

Siga a PEA

 

 

Notícias - ANIMAIS


 

Ursos desnutridos e explorados como atração turística imploram por comida

Uma equipe de resgate da Four Paws International entrou em ação para atender seis ursos mantidos em uma propriedade privada que precisavam de cuidados médicos. No meio da missão, a equipe encontrou dois animais que precisavam desesperadamente de ajuda.

O macho Henk e a fêmea Eso eram explorados como uma atração turística em uma pequena jaula perto de um hotel em Puke, na Albânia. Infelizmente, o abusador dos animais estava enfrentando dificuldades econômicas – o que significa que não havia alimento para o casal de ursos de três anos.

“A visão foi horrível. Os dois ursos estão visivelmente morrendo de inanição – como você pode ver claramente nas fotos”, escreveu a equipe de resgate em um post no Facebook.

Claire LaFrance, diretora de comunicações da Four Paws USA, disse que os ursos estavam muito magros. “[Eles] quase certamente morreriam de fome sem uma intervenção urgente”, disse ela.

Felizmente, eles foram encontrados pelas pessoas ideais. Um membro do santuário de ursos da Four Paws em Kosovo colocou suprimentos em um carro e dirigiu o dia todo para levar alimento aos animais.

“Quando chegamos à jaula deles, mal conseguíamos vê-los. Ambos estavam próximos um do outro, era óbvio que estavam apáticos e impotentes”, escreveu a Four Paws.

Os ativistas rapidamente começaram a cortar a comida para conseguir passá-la pelas pequenas barras da jaulas enquanto os ursos apelavam dolorosamente por alimento.

“Afrim [gerente do Bear Sanctuary Prishtina] nunca conheceu ursos que estavam tão desesperadamente à espera de comida. Os prantos deles por alimento são quase impossíveis de suportar”, disse a Four Paws.

Eles engoliram a comida imediatamente. Com o estômago finalmente cheio, a transformação foi imediata.

“Depois de receberem frutas frescas, legumes e outros petiscos eles logo pareciam mais aptos e vivos”, observou a Four Paws.

Infelizmente, o destino desses ursos não é incomum na Albânia. Há aproximadamente 50 ursos mantidos em condições semelhantes em todo o país, seja em zoológicos ou em outras atrações turísticas. A Four Paws, que há anos faz campanhas para libertá-los, os chamou de “os ursos mais tristes da Europa”.

“A história de Henk e Eso não é diferente da de muitos ursos mantidos como animais domésticos na Albânia”, afirmou LaFrance ao The Dodo.

Em 2016, a Four Paws resgatou um trio de ursos que vivia de pão e cerveja e suportava vários maus-tratos, assim como uma fêmea chamada Jeta que foi forçada a posar com turistas para tirar selfies.  Ela era controlada por uma corrente pesada que tinha sido presa a uma ferida em seu nariz.

Henk e Eso estão mais perto de conseguir a mesma liberdade que os outros ursos resgatados pela organização possuem porque a história deles ficou finalmente conhecida. Os ativistas têm trabalhado com ONGs e veterinários locais para garantir que os jovens ursos sejam alimentados regularmente, enquanto a organização descobre o que o futuro reserva para eles.

“Estamos tentando encontrar uma solução sustentável em longo prazo para Henk e Eso e realocá-los em algum lugar seguro”, explicou LaFrance, ressaltando que o grupo espera trabalhar com o explorador de Henk e Eso, bem como com autoridades locais para ajudá-los a encontrar um santuário.

Enquanto o processo ainda é incerto, a equipe continua motivada por lembrar a gratidão dos ursos ao serem alimentados.

“Este foi um momento muito emocionante. Ambos devem ter sofrido severamente de desnutrição nas últimas semanas”, escreveu a Four Paws, referindo-se a quando viu os ursos sendo alimentados pela primeira vez.

“Por enquanto, Eso e Henk estão a salvo”, acrescentou o grupo. O resgate de Henk e Eso provavelmente será um processo que terá meses de duração e os ursos dependem de doações para serem alimentados durante esse intervalo.

Fonte: ANDA

Data: 5/5/2017 09:17:44

Compartilhe a notícia:

>voltar<